domingo, 25 de fevereiro de 2018

Dica da Semana

Se tiver possibilidade, deixe a sua máquina de bordar apenas para bordar.
Assim evitará folgas e um maior desgaste da máquina.

Mobile nuvem com gotas


Mobile nuvem com gotas
Tecido azul com pintinhas brancas
Medidas aproximadas:
48cmX26cm

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Significado da Semana

Almofada de alfaiate
Acessório usado para passar a ferro áreas estruturadas da roupa, como a gola de um casaco ou blazer por medida.

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Detalhes...

 Já viram a diferença? Bastou trocar um detalhe e a peça parece outra!
Ficou muito mais bonita e com mais vida.
Deixo-vos as fotos do antes e depois:

Antes:
Usei carrinhos de linhas com uma medida de cerca de 4,5cm de comprimento e 2cm de diâmetro. Os carrinhos de linha ficavam tapados com o tecido.


Depois:
Troquei  os carrinhos de linha por uns mais pequenos. Estes têm cerca de 2,7cm de comprimento por 2,4cm de diâmetro. 
Como são mais curtos e mais gordinhos fizeram com que eu conseguisse franzir o alfineteiro, deixando-os à vista e mais encostadinhos ao centro do alfineteiro. 
Gostei muito mais deste resultado.

Por este exemplo se vê que os detalhes importam muito e que uma pequena alteração faz toda a diferença.

Passar a ferro

"Saber passar a ferro é meio caminho andado para uma boa confecção."
Esta velha regra de alfaiataria ainda hoje é válida, pois saber passar a ferro é tão importante como coser bem. quanto mais sensível é o tecido maior é o cuidado necessário ao passar a ferro.

Na maioria são válidos os seguintes pontos:
  • Se possível, passe a ferro com o tecido do avesso, por baixo de um pano.
  • A temperatura do ferro é regulada de acordo com o material. O algodão e o linho podem ser passados com temperaturas muito altas; A seda e a lã com temperaturas médicas; As fibras sintéticas são muito sensíveis e só devem ser passadas com uma temperatura relativamente morna. . Nos tecidos com misturas de fibras, a temperatura do ferro deve ser regulada pela fibra mais sensível.
  • O melhor é fazer sempre uma experiência com o ferro num resto de tecido. Deve prestar atenção ao modo com o tecido reage ao vapor.
  • O linho, o algodão, o Diolen e a Trevira precisam de vapor para serem alisados. Alguns tecidos precisam de ser secos com o ferro depois de terem sido vaporizados pois, se ficar um resto de humidade no tecido, este pode apresentar um aspecto ondulado. Importante: Quando secar com o ferro utilize sempre um pano por cima do tecido. Os tecidos de pêlo alto não podem ser secos com o ferro, pois o calor forma manchas brilhantes.
  • A seda, a viscose e o acetato são tecidos que podem ser secos com o ferro. No entanto, são alisados mais rapidamente com vapor. Ao passar a ferro com um pano húmido é preciso ter cuidado pois, se estiver demasiado molhado, pode formar auréolas  de água nos tecidos impossíveis de remover posteriormente. O melhor é passar primeiro o pano a ferro para que fique apenas ligeiramente húmido. Caso passe com um ferro a vapor, é melhor colocar um pano seco sobre o tecido.
  • Antes de proceder ao corte, passe todo o tecido a ferro.
  • Deve passar a ferro as peças que está a executar após cada um dos passos da confecção. Por exemplo, as pinças antes de proceder às costuras. As costuras antes de coser a bainha.
  • Primeiro assente as costuras e, em seguida, separe os valores de costura.
  • As beiras das costuras não ficam impressas do lado direito do tecido se colocar tiras de papel por baixo das partes que está a passar.
  • Se, no entanto, apesar de todo o cuidado as beiras tiverem ficado visíveis do direito, volte a passar por baixo das beiras. Se este procedimento não for suficiente, volte a assentar as costuras e, em seguida, volte a separar os valores de costura.
Como passar veludo e camurcina a ferro
  • Passe pelo avesso, com vapor e exercendo pouca pressão.
  • O melhor é utilizar um pano húmido e um ferro normal. Não deixe secar o pano com ferro. Quando passar com o ferro a vapor é necessário ter muito cuidado. Devido aos bocais do vapor, a saída do vapor e a pressão do ferro não são homogéneas, o que faz com que os bocais possam ficar visíveis sob a forma de pontos no direito do tecido.
  • Muito importante: Uma base adequada passar a ferro. O melhor é utilizar sobre a tábua de passar um pedaço de veludo ou da camurcina com o lado dos pêlos voltado para cima. Os pêlos finos do veludo ou da camurcina penetram uns nos outros quando se está a passar a ferro, impedindo o seu esmagamento. Uma toalha turca ou uma manta de pêlo também servem como base. O ideal é uma tábua de passar a ferro de arame (à venda em casa de artigos para alfaiataria). No entanto, esta aquisição só vale a pena se trabalhar muito com veludo ou camurcina.
  • Também pode passar o veludo e a camurcina da seguinte maneira: encaixe o ferro a vapor, na tábua de passar mangas, com o depósito vazio e a base voltada para cima. Cubra o ferro com um pano húmido. Coloque o tecido com o avesso sobre o pano. Para alisar as costuras, bata com uma escova para fatos, de cerdas naturais, pelo lado direito. Retire o tecido enquanto estiver a largar vapor. Este método também permite voltar a levantar o pêlo que tenha sido amassado sem querer.
Fleece polar
  • O fleece polar reage com grande sensibilidade à temperatura do ferro, mesmo quando é muito baixa. O melhor é não o passar a ferro e alisar as costuras com as mãos.
Tecidos revestidos
  • Passá-los o menos possível e sempre pelo avesso com o ferro morno (posição do ferro para fibras sintéticas, ponto 1). Passar sempre por baixo de um pano seco.
Tecidos de nylon
  • Faça sempre primeiro um teste num resto de tecido com o ferro regulado para uma temperatura baixa. O nylon é muito sensível à temperatura.
Chiffon
  • O chiffon enruga quando entra em contacto com a água. Assim, deve evitar passar com o ferro a vapor. Passe o chiffon com o ferro morno.
  • Verifique se a base do ferro não está riscada, pois pode danificar este tecido delicado. Por precaução, coloque papel de seda entre o tecido e o ferro oi então utilize um ferro com uma base de teflon.
Tafetá, crepe de cetim, seda
  • Nunca passe estes tecidos sob vapor pois podem formar-se auréolas de água. Passe sempre pelo avesso, com um pano seco por cima e com o ferro morno.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...